Home
Masculina
 
 
 

Sexo, Devagar
Dr. José Mário Siqueira Marcondes dos Reis

Como você se sente sabendo que vai ter uma relação sexual? Fica preocupado com o desempenho? Inseguro quanto à experiência da parceira? Tem medo de não agradar? Não se preocupe, pois a maioria dos homens sente a mesma coisa.
Saiba, no entanto, que este tipo de comportamento gera ansiedade e pode atrapalhar o momento: em vez de uma relação sexual tranqüila, criativa, ela se torna rápida, tensa, sem pausas para novas descobertas.
Resultado: insatisfação e sensação de que "faltou alguma coisa".
Que tal refletir um pouco sobre isso? Buscar mais aproximação, em vez de receitas infalíveis de prazer? O beijo carinhoso ainda é o detonador de outros desejos, por excelência.
Tocar o corpo da mulher é prazer para nós, mas ser tocado também é excitante.
Além disso, nos permite autoconhecimento - quem sabe a gente se lembra que existem outros pontos capazes de nos dar prazer, além do pênis.
Ficar desobrigado da penetração é outro ponto-chave para a relação correr naturalmente.
Por isso, não tenha pressa de nada.
E se ainda for difícil desligar as preocupações e os fantasmas que criou em torno do sexo, não se intimide em buscar alternativas de relaxamentos e massagens corporais.
O intuito é melhorar o prazer de ambos.
Afinal, não há nada mais gratificante que redescobrir a sexualidade em cada relação, juntos.
Agora, preste atenção: a conversa sincera é imprescindível.
Mantenha vivo o diálogo.
E, se você ejacula rápido demais, esses deliciosos exercícios do amor são ainda mais indicados.
Tenha consciência e mostre à sua parceira que a relação sexual, para você, está longe de ser um bicho de sete cabeças.


Outros Textos deste Autor
Outtros Textos desta Subsecao


Este site é mantido por: Margareth de Mello Ferreira dos Reis