Home
Outros
 
 
 

Preferências Sexuais
Margareth de Mello F. dos Reis

A insatisfação vivida no encontro íntimo, muitas vezes, pode ter suas raízes no desencontro das preferências sexuais individuais.
Essa incompatibilidade de expectativas quanto à representação simbólica do momento erótico interfere na motivação sexual individual ou do casal, e, nem sempre é dividida por aqueles que a enfrentam.
Desta forma, criam-se "farpas" que vão se acumulando e comprometem o potencial do relacionamento para um ajuste mais adequado de convivência erótica a dois.
A expectativa de atribuir ao outro a responsabilidade de ter que adivinhar o que se deseja sexualmente acaba se constituindo em campo fértil para as decepções na vida íntima.
Em contrapartida, o fato de expressar o que se deseja nem sempre é bem recebido pelo outro quando cada um fica defendendo a sua posição sem procurarem juntos uma saída alternativa para esse impasse.
O que se observa é que desde a diferença de ritmo sexual de cada um até as diferentes predileções por posições na atividade sexual - quando não acomodadas - podem representar uma barreira muito grande para desencadear, manter ou elevar a excitação.
O fato de um preferir transar pela manhã e o outro à noite, ou de um demonstrar mais motivação para o sexo que o outro, ou ainda, de um ter determinadas vontades sexuais e não perceber o mesmo no outro, caracteriza uma inadequação sexual na vida a dois provocada pelo desencontro das expectativas eróticas.
Os ajustes nessa área nem sempre ocorrem sem a participação ativa dos parceiros.
Ou seja, é na comunicação e na iniciativa para se alcançar o que se deseja que os caminhos alternativos podem aparecer e satisfazer duas pessoas.
Críticas, cobranças e indiferença diante de uma insatisfação só promovem distanciamento e decepções na vida a dois.
É na capacidade de flexibilização mútua que a criatividade pode ser exercida e contemplada com novas e gratificantes formas de aproximação íntima.


Outros Textos deste Autor
Outtros Textos desta Subsecao


Este site é mantido por: Margareth de Mello Ferreira dos Reis